Rugby no Brasil

O Rugby chegou ao Brasil no século 19, em São Paulo, trazido por Charles Miller, que também apresentou o futebol aos brasileiros. O primeiro clube a praticar o esporte, o “Clube Brasileiro de Futebol Rugby”, foi fundado em 1891. Apesar de caminhar paralelamente ao futebol, até o começo dos anos 1960 o Rugby era um esporte de elite. Só com a realização do Campeonato Sul-Americano, em São Paulo (SP), em 1964, começou a ser mais difundido no país.

Em 6 de outubro de 1963, foi fundada, com sede em São Paulo, a União de Rugby do Brasil, com a finalidade de organizar e dirigir o Rugby brasileiro. No ano seguinte a entidade patrocinava o III Campeonato Sul-Americano de Rugby, quando o Brasil sagrou-se Vice-Campeão. Em 20 de Dezembro de 1972, foi fundada da Associação Brasileira de Rugby, em substituição à União de Rugby do Brasil, sendo reconhecida pelo Conselho Nacional de Desportos (CND).

Atualmente existem 20 equipes cadastradas na Associação Brasileira de Rugby, além dos times universitários, que superam a marca de 15. Nos clubes, mais de 2.800 atletas (2500 homens e 300 mulheres) estão credenciados. O maior contingente ainda está em São Paulo, que tem vários de clubes na capital e em cidades como Piracicaba, São José dos Campos e Campinas. Mas muitos outros Estados Brasileiros possuem clubes de Rugby.

Apesar de ser um esporte considerado bruto e masculino, as mulheres estão ganhando cada vez mais espaço. Em Janeiro de 2007, a equipe brasileira tornou-se tri-campeã invicta do campeonato Sulamericano de Rugby Feminino da modalidade Seven-a-side. O time mostrou-se um dos mais desenvolvidos, com uma qualidade técnica superior à de países já tradicionais no jogo masculino, como Argentina, Chile e Uruguai.